CHOCOLATE: NÃO VALE A PENA EXAGERAR

11917-1_n

Com todos os estímulos da temporada, é quase impossível passar pela Páscoa sem ingerir uma quantidade maior de chocolate do que o usual. Para quem não quer sentir na pele os efeitos, a orientação é clara: prefira aqueles com maior concentração de cacau e consuma com moderação.

Quer evitar um quadro de acne depois da visita do coelho? Pois, atualmente, vários estudos demonstram que, para pacientes com predisposição à acne, dietas ricas em leite, com alto índice glicêmico ou com carboidratos de metabolismo rápido – como o chocolate – podem agravar mesmo o problema.

Segundo uma pesquisa publicada no Jornal da Academia Americana de Dermatologia, dietas com altos índices glicêmicos levam ao aumento da produção de insulina pelo organismo, o que deflagra uma cascata de eventos, como o estímulo de hormônios masculinos, de hormônios do crescimento, entre outros. Ao final, ocorre o aumento da secreção das glândulas sebáceas, fator responsável pelo aparecimento da acne.

Ainda não se sabe se é o cacau, a gordura ou o açúcar – ou mesmo a combinação de todos – que faz mal à pele. Enquanto não se confirma, exagero não é o melhor caminho.

LADO BOM – Entre os benefícios da ingestão equilibrada está a ação dos antioxidantes. Eles estão ligados à renovação celular e à prevenção do envelhecimento precoce. Estudos tem demonstrado que o chocolate também pode reduzir a pressão arterial, aumentar o nível do chamado colesterol bom e afinar o sangue.

Anúncios