SUA PELE, SEU ESPELHO

Em meio a tanta tecnologia, a palavra chave para uma pele incrível ainda é diagnóstico. Muitas vezes o paciente chega ao consultório com uma demanda específica para um laser ou simplesmente pede a aplicação de toxina botulínica (botox). Na prática, isso significa tomar o remédio sem que haja prescrição. É necessária uma avaliação criteriosa por parte do especialista antes da definição de procedimentos, mesmo aqueles com fins estéticos.

A anamnese é essencial, pois é nessa entrevista, conduzida pelo médico, que são identificadas as queixas do paciente, seus históricos de saúde e familiar, bem como suas expectativas. Uma consulta deve destinar boa parte do tempo a essa conversa sistematizada.

Complementamos a avaliação com um trio de equipamentos destinados ao diagnóstico dermatológico. O principal deles é a fotografia digital ultravioleta, que permite a identificação do dano solar invisível, ou seja, das manchas e outros sinais que, mais tarde, serão perceptíveis a olho nu. O exame revela o nível de exposição ao sol durante a vida e costuma surpreender bastante o paciente.

Mais uma razão para não se buscar no hit do momento a solução para todos os males é que os atuais protocolos de rejuvenescimento lançam mão da combinação de técnicas e tecnologias. Para cada paciente, empregamos um somatório de recursos. No caso do laser, por exemplo, há o equipamento certo para tratar cada tipo de problema.

A pele — como maior órgão do corpo humano — tem função essencial na saúde e na autoestima, podendo ser impactada por alterações sistêmicas. De nada adianta neutralizar as rugas de expressão ou eliminar o chamado ‘bigode chinês’ se o indivíduo necessita de outros cuidados. Mais ainda, se não adota um estilo de vida saudável. O médico tem o dever de olhar integralmente o paciente, pois é assim que pode atuar de maneira decisiva para sua a promoção da saúde e, também, a beleza.

Anúncios