SABORES DO MUNDO

Não é difícil descobrir meu hobby predileto. No escritório, um mapa mundi tem lugar de destaque. É preciso dizer que meus pais eram globe trotters e pesquisávamos juntos detalhes da história e da culinária dos países que iríamos visitar. Minha mãe, Lucila, ia além: inseria pratos típicos do destino das férias no dia-a-dia da família. Era um passeio gastronômico antes da viagem propriamente dita. De Paracatu a Katmandu, não recuso uma boa expedição, até porque muitas receitas voltam comigo na bagagem.

Dos 20 dias que passei em Bora Bora e outras ilhas da Polinésia, trouxe um mix da culinária francesa com o perfume de flores e frutos locais. Do tour Borgonha-Champagne-Alsácia, a experiência inesquecível não poderia ser diferente: a cozinha do mestre Paul Bocuse. Mas não só apenas as panelas estreladas que entram nos meus programas: vale tudo, até bancas de rua, tudo é inspiração. Só me seguro quando vejo que corro risco, como no interior do Vietnã e do Camboja, onde as condições de higiene eram muito precárias.

Algumas novidades inseridas no cardápio do buffet retratam por onde tenho andado. O Camarão com Panko Crocante e Farofa de Castanhas ao Molhinho Teriaky nasceu de uma experiência gastronômica em Hong Kong. O que degustei era preparado com polvo, mas como o brasiliense não é muito fã do molusco, fiz essa adaptação.

Shrimp

Camarão com Ponko

Uma visita à minha irmã, que vive em Washington, rendeu a Pizetta de Peperonni com Queijo Emmenthal. E foi em cima de um camelo, em plena Tunísia, que criei o Tapenade de Figo Sêco com Olivas Negras e Creme de Cebola. Estava pensando em uma composição com tâmaras a ser servida fria e eis que surgiu a receita completa, mas com figos.

O que para os clientes são itens do cardápio, para mim são memórias ‘palativas’ e afetivas.

tunisia

Imagem da Tunísia

Imagens©Reprodução

Curta o BLOGAZINE no Facebook para que possamos ser amigos e siga-nos no Twitter @Blogazine_ para conversarmos

Anúncios