A ORDEM É CUSTOMIZAR

Brasília tornou-se a capital das festas e, com isso, passou a exigir dos anfitriões e da indústria de eventos uma capacidade inesgotável de inovação. No quesito catering, a ordem é personalizar: menus pasteurizados não tem mais lugar.

Minha dica para quem vai receber é participar de todo o processo, compartilhando, com liberdade, informações como background e predileções. E não é só a montagem do menu que leva o DNA do anfitrião. Sugiro que ele participe da escolha da louça que o buffet utilizará no serviço.

Na lista dos pedidos mais inusitados que já recebi, destaco dois: os menus Halloween e Brega. No primeiro, criamos pão em forma de abóbora, gelo com aranhas dentro, comidinhas em formato de fantasminhas e, para dar o toque final, garçons vestidos de Spooky. No segundo, deliciosas cafonices fizeram a festa: ovinhos de codorna coloridos, pão com linguiça, entre outras iguarias.

Imagens©Reprodução

Curta o BLOGAZINE no Facebook para que possamos ser amigos e siga-nos no Twitter @Blogazine_ para conversarmos

Anúncios