VISÃO PRIVILEGIADA

Uma pesquisa, comandada pela Universidade de Harvard, mostrou que 40% dos cabeleireiros procuram lesões suspeitas no couro cabeludo de seus clientes enquanto os atendem. Esses profissionais tem mesmo uma posição literalmente privilegiada para avaliar áreas que o paciente não consegue ver. Apenas durante uma análise clínica é possível checar nuca e couro cabeludo.

O melanoma nessas regiões do corpo representa 6% de todos os diagnósticos desse tipo específico de câncer, sendo responsável por 10% das mortes pela mesma doença nos Estados Unidos. Tipo mais agressivo e letal de tumor de pele, ele exige detecção muito precoce – o elevado índice de mortes está relacionado à dificuldade para diagnóstico de lesões suspeitas.

Ainda sobre a pesquisa, cerca de 60% dos hair designers disseram ter recomendado pelo menos a um cliente que buscasse avaliação médica. Mesmo sem dados semelhantes no Brasil, é fato que se nossos profissionais participassem de um programa educativo sobre câncer de pele, poderíamos experimentar relevantes benefícios. Essa proposta poderia ser estendida a massagistas e outras profissionais que tem a oportunidade de olhar minuciosamente para a pele de seus clientes.

Imagens©Reprodução

Curta o BLOGAZINE no Facebook para que possamos ser amigos e siga-nos no Twitter @Blogazine_ para conversarmos

Anúncios