LOUBOUTIN DE MACHO

É inegável o poder que Christian Louboutin tem sob o design em sapatos. Mulheres do mundo todo desejam ter pelo menos um par de solas niqueladas em vermelho-sangue. E quando o assunto é sapatos, mulheres não costumam respeitar a razão…

Sucesso com as mulheres? Feito. Mas nada de acomodar-se. Há dois anos, em 2010, o designer Christian Louboutin lançou sua primeira coleção de calçados masculinos com cerca de 100 itens em couro de crocodilo mate e adornos com spikes, para citar alguns dos modelos.

De lá para cá, a grife francesa com dois pontos de venda no Brasil — um na capital federal (Iguatemi Brasília) e outro em São Paulo (Iguatemi) — inaugurou boutiques exclusivas para atender a nós, homens. A pioneira fica na 17 rue Jean-Jacques Rousseau em Paris, claro. Seguida da loja nova-iorquina na 808 Washington Street. E existem planos para uma terceira loja no seguimento em Londres.

A intenção de Louboutin é sanar a demanda de quem busca mais que qualidade em um sapato e quer o prazer, mesmo que momentâneo, de ter uma peça diferenciada e que não seja necessariamente clássica — como exige por muitas vezes o guarda-roupa masculino.

Quem bom que o sucesso dos modelos de Christian Louboutin não se limita apenas às mulheres. Eu mesmo, em uma conversa entre amigos, fui exposto ao desejo de um rapaz longe do universo ‘fashionista’ por um sneaker Louboutin que obedece ao modelo tradicional da Vans — aquele que foi criado para surfar e andar de skate, híbrido assim. Os modelos masculinos são apelidados de red bottoms (‘botões vermelhos’ em tradução livre para o português).

Isso é comunicação de marca! E, como bônus, você ganha o olhar de admiração do sexo oposto. Genial!

Impossível fabricar um exemplar Louboutin em menos de 48 horas. Os da linha demi-couture, com bordados da maison Lesage, levam mais tempo ainda. Talvez essa informação lhe cause maior entendimento sobre o preço final dos produtos fabricados no atelier Louboutin em Paris.

“Sapatos para mulheres envolvem mais curvas enquanto os masculinos exigem maior atenção sobre os ângulos”, disse o designer sobre a diferença ao se criar os respectivos calçados.

O classic factor do sapato masculino Louboutin é observado em equilíbrio e proporções. A parte estética sim, é para ter prazer em usar algo único e exclusivo, que foi fabricado com todos os padrões de qualidade que um Louboutin ‘implicita’.

Imagens©Reprodução

Curta o BLOGAZINE no Facebook para que possamos ser amigos e siga-nos no Twitter @Blogazine_ para conversarmos

Anúncios