NATÁLIA KESHI: cantora expõe inspirações no palco da Livraria Cultura

Na última sexta-feira (5) fui à Livraria Cultura do Iguatemi Brasília para ver a estreia oficial [em um show completinho com setlist de 10 canções] da carismática Natália Keshi. Cantora e compositora, Naná — como é conhecida pelos amigos — lançou seu projeto solo em apresentação na Fnac, mas em formato pocket, no dia 27 de setembro.

No palco, a imagem precisa alinhar-se à música. Natália escolheu um vestido Sann Marcuccy estruturado no topo e fluido na parte inferior, para desenhar seus movimentos durante a apresentação, claro.

Qual a sonoridade da moça? “Do soul-funk até o rock, passando pela nova MPB e pelo samba. E por que não um tango?!“, como define a própria cantora, acompanhada dos músicos Lucas Pimentel, Adolfo Palhares Thiago Jamelão e Francisco Vasconcelos.

Teatro cheio. A plateia viu (e ouviu) de perto a concretização do trabalho autoral de Natália, que foi aplaudida de pé ao final da apresentação. Atendendo a pedidos, os aplausos mereceram bis, afinal de contas, o aniversário da cantora havia sido no dia anterior ao do show.

Aproveitei que estava in loco para captar o vídeo de uma das canções que mais me emocionou. Foi cantada em parceria com o músico (e vizinho de Natália) Rodrigo Meneses e chama-se “O que Restou“. Favor ignorar a qualidade da filmagem. O que vale é a intenção de compartilhar emoções… Espero que gostem!

((( SETLIST )))

“CONTINUE”
“CARTAS
“MANDE NOTICIAS”
“EU SEI” (cover Marisa Monte)
“RETRATO PASSADO”
“O QUE RESTOU”, com participação de Rodrigo Meneses (voz e violão)
“MAIS UM SAMBA”
“VELHA CASA”
“O AMOR”
“FIO DE LP”

Curta o BLOGAZINE no Facebook para que possamos ser amigos e siga-nos no Twitter @Blogazine_ para conversarmos

Imagens©Bruno Santos/BLOGAZINE

Anúncios