ENTREVISTA: TALYTHA PUGLIESI

“Esbarrei” com o novo rosto do ParkFashion Connection enquanto andava pelo ParkShopping, no dia 18. Não está entendendo? Me refiro à modelo Talytha Pugliesi, que na ocasião, estava a caminho do salão Concept Hair para ser maquiada.

O ParkFashion Connection passou rápido. Em dois dias, o evento de moda do ParkShopping Brasília mostrou tendências para o Verão 2013. E a mulher que mais sintetiza a vontade atual do mall e da direção artística de Jackson Araujo é Talytha Pugliesi, top-top brasileira.

Aproveitei a deixa (esbarrão) para conversar com a modelo, que prontamente aceitou a entrevista com um super sorriso. Aliás, mal sabia eu que se manter positiva é um dos ensinamentos que guiam a vida da moça…

Ano 2000, Twitter, Lara Croft e obsessão por bolsas. O que todas essas coisas tem em comum? Leia a entrevista:

Bruno Santos: Queria começar falando que dei um google para saber escrever seu nome corretinho. E foi frustrante. Por que as pessoas conseguem errar tanto o seu nome? Você tem uma teoria?

Talytha Pugliesi: [Ela sorri]. Não. Mas me irrita… Antes não me irritava, mas hoje me incomoda porque são muitos anos na carreira. Atualmente eu tenho o cuidado de perguntar se a pessoa sabe escrever meu nome certinho…

E você descobriu como é?

Falei com Talytha enquanto era maquiada por Marcelo Zath e conversava com beauty artist Theo Carias

Descobri. Inclusive por causa do seu Twitter que é super atualizado. É um vício seu?

É [gargalhadas]. Hoje em dia estou menos viciada. Eu posso não tuitar, mas sempre leio. Daí vejo se eu interajo ou não, sabe?!

Eu queria te falar que você faz parte de uma lembrança (minha) super antiga de moda…

Super antiga é ótimo [risadas]

Ok, não ‘suuuuper’ antiga….

Mas é super antiga, sim…

Bom é só uma fase que a maioria das pessoas não pegou. Tô falando de uma foto/editorial da MundoMix Magazine em 2000 com todas as top-tops brasileiras da época…

[Theo Carias: “Nossa, você foi longe…”]

Fui…

Isso foi há mais de 10 anos. E você sabe que a Blue Man, nessa última coleção, lançou um maiô com uma das fotos daquela matéria… Quer ver?

Quero

Eu até postei no instagram [siga @talythapugliesi]

Imagem de instagram com biquíni Blue Man da coleção Verão 2013, que comemora aniversário de 40 anos da marca de moda praia

A original: Vanessa Greca, Mariana Weickert, Caroline Ribeiro,
Talytha Pugliesi e Ana Claudia Michels by Bob Wolfenson

Qual a sua melhor lembrança dessa época? Do ano 2000…

Só tenho boas lembranças dessa época. Nós começamos juntas e meio que estouramos juntas no exterior. Trabalhávamos demais e era muito legal.

Fazíamos os melhores desfiles e as melhores campanhas. Onde a gente ia… sei lá: desfile da Dior – tinham 70 meninas no casting e 11 eram brasileiras, sabe? Então estávamos sempre juntas, o que foi importante porque tínhamos 18 anos e já funcionávamos como uma espécie de família.

Hoje mesmo comentei com o Walter [Rodrigues] sobre como eu sinto saudades daquela época…

Li em sua entrevista para Heloisa Tolipan que você tem paixão por bolsas.

Sou ‘obsecaada’, muito mais do que por sapatos. Eu amo bolsas…

Se o ParkFashion Connection fosse uma bolsa, como ela seria?

Nossa! Ah… Ela seria uma bolsa ‘mara’, tipo uma nova Yves Saint Laurent [risadas]

Capa da e-Magalog do ParkShopping. Quer ler? Clica aqui

Mas você consegue visualizar a cor dela? O shape…

Ai… Que pergunta complexa, vou ter que ser criativa….

Quero que você exercite seu conhecimento em bolsas

Tá. Acho que ela seria quadrada. Eu até gosto de bolsas de outras cores, mas essa seria preta. E um pouco grande…

Você é uma daquelas modelos que super come um big mac e não se sente culpada?

“Aham”.

E como é sua alimentação?

Eu como de tudo um pouco. Estive muito magra nos últimos meses, por isso ‘chutei o pau da barraca’ e comia tudo o que eu queria mesmo – tomava até refrigerante normal – porque eu queria mesmo pegar um pouco de peso. Agora, já engordei uns dois quilinhos.

Nos fins de semana eu me permito: como arroz e feijão, massa… Se me deixar eu como bastante, mais que a maioria das mulheres, como observo. Mas já comi mais, já comi igual um homem [nós dois demos risadas].

Qual o melhor conselho que você já recebeu na vida?

Nossa, gente! Essas perguntas que tem que pensar e eu nunca lembro… [super pausa]

Pula essa. Vou me lembrar e depois voltamos. Próxima pergunta

Pelo que você está apaixonada no momento?

Tem que ser coisa? Pode ser uma pessoa?

Talytha e a sobrinha “maravilhosa”…

Pode ser o que você quiser e no plural.

Estou apaixonada pela minha sobrinha que tem cinco meses. E ela é a coisa mais maravilhosa, é o maior amor… Estou realmente apaixonada por ela…

E por coisa: minha casa em São Paulo. Eu morava em Paris e voltei pro Brasil há um ano, mas fazem três meses que estou com a minha própria casa. E é muito importante pra mim ter o meu lugar… com as minhas coisas…

Curiosidade: como você se prepara para entrar na passarela?

Eu sempre faço o sinal da cruz.

E você pensa em alguma coisa?

Penso que vou arrasar: “Maria passa na frente”, minha avó que me ensinou [a sala dá risadas]. Sou muito sincera, né? Tem coisas que eu acho que não deveria falar…

A modelo abriu o desfile especial em homenagem aos 20 anos da marca Walter Rodrigues

Ah… Tem que falar sim…

Mas essa não tem problema, né? Não é nada de ruim e não estou fazendo mal pra ninguém…

Verdade.

Mas espera aí. Quero pensar na pergunta do conselho…

Ok. Pensa aí… Eu estou com tempo…

Eu não sei se foi minha mãe ou minha avó, mas um conselho que eu levo muito a sério é manter-se positiva – que é uma coisa que eu aprendi. Hoje em dia eu me mantenho calma e alegrinha, sabe? Eu consegui isso e acho muito massa!

Levo a vida de uma forma mais leve e me orgulho disso. Gosto de pessoas com energia boa, que transformam o que está em volta…

E você consegue identificar o ponto decisivo para você se tornar essa pessoa?

Consigo.

E você pode compartilhar?

Não. Porque são coisas pessoais…

Imaginei.

Mas acho que tudo na vida é um aprendizado, sabe? Tudo que acontece é porque tinha que acontecer. Os momentos ruins passam… E passam mesmo. Então – na minha cabeça – é tudo um aprendizado para que você se torne uma pessoa melhor e evolua.

Li também que você gosta de cinema. Atuar?

Aham.

Então, [para terminar de uma maneira mais leve] gostaria de saber o seguinte: se você fosse um personagem famoso de cinema, qual seria?

Quando eu era mais nova, lembro que queria ser a Lara Croft (Tomb Raider). Tenho outras personagens, mas é que eu gosto muito dessa coisa “aventura”, sabe?

Sim. Eu também adorava, o filme e o game… Era o único video-game que eu gostava de jogar…

É? AMO[oooo]

Encerrei a entrevista. Muito obrigado, Talytha

Ah, muito obrigada. Adorei. Foi um prazer, Bruno

Imagens: Bruno Santos, instagram Talytha Pugliesi e Reprodução

Anúncios