ERA POP: como revoluções tecnológicas influenciaram a moda dos anos 60

Os anos 60 presenciaram o nascimento da Pop Art.

A conquista espacial mexeu com a cabeça de todos. De repente, o mundo ia à lua vestindo de Courrèges, Paco Rabbane ou Ungaro.

Sentir, ouvir… Os cinco sentidos passam a fazer parte do guarda-roupa.

Tecidos encontram a tecnologia e todos aproveitam os benefícios do nylon, nycron, helanca e mais tarde da lycra. Meias calças coloridas e cores vibrantes invadem as ruas e o brilho prateado da lua reluz os movimentos femininos.

Inovar e criar fazem parte desse período. Neil Armstrong pisa na lua e todos querem obter a sensação de flutuar no desconhecido, desbravar novos mundos, e ser capaz de ver a Terra sob uma outra perspectiva.

Postcard do Apollo 11 de Armstrong

O acetato, o plástico, o metal e até mesmo o papel passam a servir como matéria prima para o vestuário. Paco Rabbane investe em paetês e maxi-paetês naqueles materiais inusitados e se inspira nos cavaleiros medievais que buscavam os novos mundos.

Vestido em placas de metal Paco Rabbane, 1967

Todos procuram novos mundos para conquistar, viagens à India ou viagens psicológicas embaladas por rock e drogas que prometem entrar em contato com o lado desconhecido do cérebro.

Em visita ao Vintage Delirium, de Franco Jacassi em Milão, descobri alguns exemplares deste momento especial. Recentemente, essas peças fizeram parte de uma exposição intitulada ‘Gli Anni Pop’, que teve o próprio Jacassi como curador.

Eu particularmente sou fascinada por esse período da moda. E você já parou para pensar qual o momento que mais lhe fascina? Vai de encontro ao seu estilo? É inspirador? Ao combinarmos moda e estilo é importante sabermos com o que nos identificamos. Qual a sua opinião?

Anúncios